Por ser um esporte de alta performance e intensidade, o crossfit demanda muita energia do organismo. Os praticantes desse tipo de exercício devem ter uma dieta equilibrada para fornecer ao corpo todos os nutrientes de que ele precisa para manter o desempenho, potencializar os treinos e evitar lesões. Mas você sabe como deve ser a alimentação para crossfit? 

Vale ressaltar que não existe uma dieta única para todos, isto é, a alimentação de cada atleta deve ser planejada de acordo com as necessidades do seu organismo. Para isso, a orientação de um nutricionista é importante.

No entanto, existem alguns alimentos que, de forma geral, são indicados para quem pratica crossfit. Alguns ingredientes podem ser encontrados nas lojas Mundo Verde parceiras da Fits e na loja online da Dux Nutrition.

1. Alimentos alcalinos

Por ser de alta intensidade, a prática de crossfit gera acidose metabólica, isto é, excesso de acidez no sangue. Para equilibrar essa condição, é importante ingerir alimentos alcalinos antes do treino. Algumas sugestões são:

  • tangerina;
  • ameixa;
  • abacaxi;
  • brócolis;
  • lentilhas;
  • sementes;
  • grão-de-bico.

2. Alimentos antioxidantes

Eles são anti-inflamatórios e ajudam a diminuir os riscos de lesões musculares. Durante o treino, o atleta pode ingerir gengibre em cubos pequenos com água, o que auxilia a evitar inflamações causadas pelo estresse produzido no corpo. Veja os principais alimentos antioxidantes:

  • açaí;
  • beterraba;
  • frutas vermelhas, como morango e amora;
  • gengibre;
  • cúrcuma;
  • alho.

3. Proteínas magras

Depois do treino, é importante comer alimentos ricos em proteína. O único cuidado é não exagerar para não sobrecarregar os rins. Você pode incluir normalmente na dieta as proteínas magras como:

  • frango;
  • peru;
  • peixe.

4. Gorduras de origem vegetal

  • óleos, como o de coco ou o azeite;
  • castanhas;
  • abacate.

5. Carboidratos de baixo índice glicêmico

São responsáveis por fornecerem energia para o corpo. Os principais carboidratos com baixo índice glicêmico são as raízes, como:

  • batata-doce;
  • mandioca.

6. Vitaminas e minerais

Vitaminas dos complexos B e D contribuem para a saúde de músculos e ossos. Minerais como zinco, selênio e magnésio estão ligados à produção de energia. Esses micronutrientes podem ser encontrados em alimentos como:

  • vitamina B: espinafre, amêndoa, leite, salmão, atum;
  • vitamina D: salmão, ostra, fígado, ovo;
  • zinco: ostra, camarão, ovo, peixe;
  • selênio: castanha do pará, gema de ovo;
  • magnésio: uva, banana, abacate, soja, beterraba, couve.

Dieta paleolítica: como funciona

Muitos praticantes de crossfit seguem dietas restritivas, como a Paleolítica, em que a alimentação se restringe a alimentos encontrados na natureza. O nome é uma referência à alimentação no período Paleolítico, quando os homens se alimentavam basicamente de carne, frutas, folhas e sementes disponíveis no ambiente onde viviam.

A dieta paleolítica inclui frutas, legumes, folhas, raízes, carne e peixe. Como toda dieta restritiva, exige alguns cuidados. Por isso, se você pretende segui-la, o ideal é conversar com um especialista antes.

Balanceada, a alimentação para crossfit ajuda seu corpo a se manter saudável. Lembre-se de sempre tentar equilibrar diferentes grupos alimentares para ter acesso aos nutrientes necessários para a prática de exercícios.

Se você gostou desse artigo e quer receber mais conteúdos como esse no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter!

Share: