Para quem é apaixonado por esportes, a busca por novos desafios é constante. Atletas profissionais e amadores estão sempre atentos às novidades que podem auxiliar na potencialização dos resultados atingidos. Dessa forma, os suplementos para emagrecer, por exemplo, despontam como uma boa opção para impulsionar o desempenho na modalidade escolhida – seja ela qual for.

A princípio, todo mundo já sabe que não há segredo para emagrecer: uma rotina alimentar saudável (priorizando principalmente alimentos nutritivos e dando preferência a itens com baixo percentual de gordura) aliada à prática regular de exercícios, é a fórmula ideal para uma perda efetiva de peso.

Porém, não há dúvidas que o uso dos suplementos certos pode ajudar consistentemente na redução de medidas.

Por isso, se o seu objetivo é perder peso, continue lendo este post e descubra 6 suplementos que podem ajudar você nesse desafio. Confira!

1. Termogênicos

Os termogênicos já são popularmente chamados de “queimadores de gordura” e ganham cada vez mais espaço nos cardápios esportivos. A fama se deve principalmente à capacidade de elevar a temperatura corporal interna, ocasionando a aceleração do metabolismo, que passa a queimar mais calorias.

A principal vantagem do processo, portanto, é utilizar a gordura como fonte de energia – o que coloca os termogênicos como um dos suplementos que apresentam melhores resultados no emagrecimento. Veja abaixo alguns dos mais utilizados!

Cafeína

Termogênico natural, a cafeína estimula o organismo e faz com que haja mais queima de gordura mesmo durante atividades regulares.

Pesquisas recentes mostram que, em mulheres, há um aumento entre 5% e 8% na velocidade do metabolismo. De fácil acesso e presente em alimentos consumidos no dia a dia, a cafeína desponta como um dos suplementos mais comuns para emagrecer entre os esportistas.

Chá verde

Rico em catequinas, a ingestão regular do líquido promove a perda de peso a partir do estímulo à queima de gordura. É comum que os fãs do chá relatem resultados significativos na redução de medidas abdominais e na cintura, endossando a fama da infusão dessa erva.

Vale mencionar, ainda, que o chá verde auxilia na redução da pressão arterial e do colesterol ruim, o LDL.

2. Whey Protein

Muito utilizado pelos praticantes de musculação, o suplemento, como o próprio nome diz, concentra em sua composição uma alta dose de proteína, nutriente responsável por alimentar os músculos antes ou depois dos exercícios.

De rápida absorção, a proteína em sua forma isolada é a mais recomendada: com baixos índices de carboidrato e isento de gorduras, o Whey Protein fornece nutrientes essenciais sem aumentar a carga glicêmica.

Trata-se, portanto, de uma boa opção para refeições intermediárias e para o pós-treino. Verifique a necessidade de complementar o lanche com algum outro macronutriente, dependendo da intensidade da atividade praticada.

3. BCAA

A formulação do suplemento agrega 3 aminoácidos de cadeia ramificada: valina, leucina e isoleucina. O fato de não serem produzidos naturalmente pelo corpo, por si só, já justificaria a ingestão adicional dos nutrientes.

Além disso, entre os praticantes de atividade física, há outro ponto bastante considerado: os aminoácidos não são metabolizados no fígado, e sim diretamente nos músculos – processo que fornece mais energia e auxilia nos treinos cotidianos.

Após a atividade física, por sua vez, o BCAA também tem eficácia comprovada. Ele garante que os músculos tenham nutrientes suficientes para que sua recuperação seja mais rápida.

4. Chia

A semente de chia tem inúmeros benefícios e propriedades importantes para a saúde. Riquíssima em antioxidantes – responsáveis por proteger as células do corpo contra a ação dos radicais livres –, a chia agrega vitaminas do tipo A e do complexo B, além de cálcio, potássio, magnésio, zinco, fósforo e selênio.

Ao consumir as sementes, porém, é importante hidratá-las: em contato com a água – ou, já no estômago, com o suco gástrico –, transformam-se em uma espécie de gel, atuando consistentemente na sensação de saciedade. É em função disso, portanto, que as propriedades da chia a chancelam como um suplemento adequado para quem deseja perder gordura.

5. Ômega-3

Enquanto nutriente, extraído principalmente do óleo de peixes oriundos de águas profundas, o Ômega-3 fornece grande quantidade de ácidos graxos poli-insaturados – que não são naturalmente produzidos pelo corpo humano e, por isso, devem ser obtidos a partir da ingestão de alimentos, como o salmão e a linhaça, ou por meio de suplementação específica.

No que se refere ao processo de emagrecimento, o Ômega-3 tem a função de regular a insulina, mantendo os níveis de glicose no sangue devidamente controlados, prolongando a sensação de saciedade.

6. Fibras

Para favorecer o processo de emagrecimento, as fibras também são excelentes aliadas. Assim como a Chia e o Ômega-3, uma de suas principais vantagens é garantir por mais tempo a sensação de saciedade. Mesmo quando ingerida em quantidades reduzidas, as fibras são eficazes na redução do apetite, o que contribui diretamente para a redução de peso.

O estímulo ao emagrecimento também acontece porque as fibras endossam o bolo fecal, atuando como uma barreira que bloqueia a passagem de gordura no intestino. Inclua-as agora mesmo na sua rotina de suplementação!

A perda de peso, assim como a busca por um melhor desempenho, deve ser um processo contínuo. É importante que os atletas se certifiquem de aliar suas rotinas esportivas à ingestão correta de nutrientes essenciais, garantindo que o corpo se mantenha saudável e sempre na melhor forma possível.

Se o objetivo é emagrecer, os suplementos certos podem ser grandes aliados: por meio de suas características específicas – do estímulo à aceleração do metabolismo ao processo digestivo –, é possível potencializar a redução de gordura e ganhar em performance.

Para criar uma rotina de suplementação, é fundamental contar com o apoio de um profissional especializado. O nutricionista é a pessoa mais indicada para avaliar suas demandas energéticas – observando seus horários e sua disponibilidade –, e compor um cardápio completo para as necessidades do seu dia a dia.

Caso o profissional identifique carência de nutrientes e veja que é preciso complementá-los de acordo com seus objetivos, os suplementos para emagrecer serão prescritos da forma correta e certamente trarão os benefícios desejados.

Gostou das dicas? Quer receber conteúdo de qualidade e ficar por dentro das novidades que envolvem bem-estar, saúde e esporte? Então assine a nossa newsletter e esteja sempre atualizado!

Share: